domingo, outubro 24, 2010

Saudades de encontros descontraídos e sem pressa.

"Pode parecer confuso mas é um alento. Olhe para o lado: estamos vivendo numa era em que pessoas matam em briga de trânsito, matam por um boné, matam para se divertir. Além disso, as pessoas estão sem dinheiro. Quem tem emprego, segura. Quem não tem, procura. Os que possuem um amor desconfiam até da própria sombra, já que há muita oferta de sexo no mercado. E a gente corre pra caramba, é escravo do relógio, não consegue mais ficar deitado numa rede, lendo um livro, ouvindo música. Há tanta coisa pra fazer que resta pouco tempo pra sentir."
Martha Medeiros

Um comentário:

Nayara disse...

Oi, adorei o texto, infelizmente tudo isso é verdade, as coisas mais simples da vida parece serem as mais difíceis de realiza-las, é lamentável.

Obrigado por seguir o Just Breathe, sua presença lá é muito importante.

Adorei o blog, e também estou seguindo-o.

beijos
http://nayara-soares.blogspot.com/