terça-feira, outubro 25, 2011

Ô Maria.

Ah, mulher... Como aguenta? Como consegue?
Tanto sofrimento. Tanto mal trato. Como consegue?
E a desconsideração? Que magia você usa pra sobreviver?
E a cólica? E o parto? E a familia? Como aguenta?
Explica pra humanidade e dá a solução pra ser entedida.
Faz entender o que quer. O porque quer.
Mostra que merece.
Morre de amor e mata por ele também.
Há as fieis. Há as vingativas.
Você é do clube das fieis. Mas como consegue?
Sua vida inteira do lado de uma pessoa.
Pra amar, cuidar, e até servir
Por que não levanta a cabeça?
Você é mulher! Você é Maria.
Sua vida inteira pra cuidar dos filhos
E cadê as crias agora, cadê?
Maria é guerreira e se vira sozinha
Sofre sozinha e ama também.
Vai amar na frente do espelho pra ver se volta
um pouco de amor pra você.
Tá distribuindo errado.
Ô Maria, tão linda e tão boa.
Não merece sofrer.
Te desejo todo o doce do mundo
Por que Maria gosta de café melado
E não recusa um chocolate.
Te dou um chocolate Maria,
Mas se ama. Por favor, se ama.

3 comentários:

Gabriela Freitas disse...

Isso Maria, fique bem...

Alexandre Santos disse...

É o Prazer feminino, doar...
Se hoje uma mulher não pensa assim é porque ainda não é mulher de verdade...
Não quero ser machista mas as mulheres já se amam bastante...
O incrivel é conseguir arrumar tempo pra se dedicar tanto a suas "crias" ...

Beatriz Correa disse...

O prazer feminino realmente é se doar... o triste, é que a gente só se dói.