quinta-feira, outubro 15, 2009

.

"É, você pode estar certo, você pode até ser o cara errado, ok, tudo bem. Eu vou esquecer, eu vou parar de escrever você, pensar você, sorrir você. As coisas que eu escrevo serão só palavras, porque eu não vou mais falar sobre seu sorriso bobo à minha esquerda, ou do seu corpo tolo na minha presença, e nem dos seus olhos turvos quando batem com os meus. E mesmo que você me ignore, ou não dê a minima, eu continuo aqui, escrevendo tudo o que não era pra ser sobre você."

Um comentário:

Letícia disse...

Meeu texto *---*